Não penteie!

louuco

Para quem acompanha meu facebook deve ter percebido que costumo postar semanalmente tirinhas relacionadas a cabelo cacheado. Admito que foi uma grande surpresa o tamanho da repercussão que essas ilustrações tiveram, fiquei realmente emocionada com tanta gente se identificando com meus dilemas cabelísticos. Percebi então que não só eu poderia fazer piadas sobre o assunto, como também falar de temas mais sérios e que conscientizassem as pessoas sobre algo tão natural mas ao mesmo tempo tão misterioso que é o cabelo cacheado.

“Ah, mas é só um cabelo.” Não, não é só um cabelo. Em um mundo que ainda está engatinhando em aceitar as diferenças, nascer com o cabelo enrolado não traz facilidades na infância nem na vida adulta. Não funciona como o cabelo liso, que você acorda, penteia e ele já fica razoavelmente arrumado para sair na rua (aqui estamos falando dos padrões estéticos da nossa sociedade). Então imagina um cabelo que você acorda e ele não é liso, não tem forma e nem sequer tem cachos, porque foram amassados durante o sono. É difícil de lidar, principalmente quando nem seus pais sabem o que fazer. E assim começa uma típica história de uma pessoa cacheada.

Infância, você nasceu com aquele cabelo diferente, sua mãe não sabe o que fazer. É então que são feitas aquelas péssimas escolhas: prender o cabelo, que traz dor de cabeça e quebra os fios;  petear o cabelo no seco, que é uma tortura horrível que só faz a criança sofrer e ganhar um cabelo pseudo-liso com um volume absurdo; e a pior decisão de todas: alisar quimicamente.

cabelo

Depois dessa primeira infância em que sofreu na mão da sua mãe/pai/responsável desinformado, chega a pré-adolescência e você continua no mesmo dilema de não saber como lidar com seus cachos. Usa os cremes errados, vai em cabeleireiras que não sabem o que estão fazendo, tenta alisar, prende o cabelo o tempo todo, nada funciona. E como vai funcionar? Se não existe ninguém para ensinar, apoiar e te fazer aceitar o teu cabelo como ele realmente é.

Chegando na adolescência você decide alisar. Não aguenta mais invejar as amigas de cabelo liso que só acordam, penteiam o cabelo e já estão com ele pronto. Não aguenta mais ser diferente de tudo que vê na televisão, revistas e qualquer outra mídia visual. Mas o alisamento não dá a solução esperada. Continua dando trabalho e não fica natural. Eu pessoalmente nunca alisei, mas aos meus 15 anos fiz relaxamento porque não sabia mais o que fazer com meu cabelo.

cabelo_parte-2

E então você chega na vida adulta, e é normalmente nessa fase em que surge a coragem de tentar de novo. Nem todos passam por isso, mas eu por sorte fui uma dessas pessoas que resolveram tentar, mesmo demorando tantos anos para chegar onde eu queria. Achei os produtos certos, encontrei cabeleireiras que me entendiam, aprendi tutoriais na internet, e hoje gosto do meu cabelo mais do que de qualquer outra pessoa, e não trocaria por nada. Continua dando trabalho, mas vale a pena, totalmente. 🙂

IMG_20140707_185623

Onde eu quero chegar com tudo isso?

Parem de achar que é um assunto tolo. É assunto sério. E resolvi que no que eu puder ajudar com as minhas ilustrações que as pessoas aprendam mais e se aceitem como elas são, minha missão estará cumprida!

Então decidi começar do começo. Da infância. Educando os pais e responsáveis por crianças de cabelo cacheado. Há algumas semanas postei esta ilustração como aviso:

pentear

Vi que as pessoas compartilharam bastante em seus perfis pessoais, mas eu queria que chegasse mais longe. Foi então que resolvi recriar esse desenho apenas com caneta preta numa folha branca e escanear em alta resolução para quem quiser imprimir e colar por aí. Colem nas ruas, nas escolas, ajudem a melhorar a infância de várias crianças 🙂 É um aviso que não dá nenhuma “solução”, mas pelo menos faz pensar. Com o tempo irei postando dicas ilustradas, que vocês poderão conferir na minha página.

Clique na imagem abaixo e depois com o botão direito do mouse clique em Salvar imagem como…

E para quem quiser, também estou disponibilizando a versão colorida:

E é isso. Usem à vontade! Só não apaguem os créditos, tá? Vamos ser pessoas honestas.

Hoje foi um post diferente, meio desabafo, mas eu sentia que deveria ser feito 🙂

Uma boa semana pra vocês!

Té té.

Anúncios

27 comentários sobre “Não penteie!

  1. Lu, adoro acompanhar suas criações e me sinto muito contemplada quando você desenha sobre nossos cachinhos. Realmente, apesar de não parecer, é um assunto muito sério. O cabelo fala muito sobre você e sobre as outras pessoas. Cabelo cacheado, crespo incomoda muita gente, e não estou falando sobre quem tem cabelos enroladinhos…
    É isso, adorei seu desabafo. Também é o meu. Viva os cabelos enrolados!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Texto simples, lindo e muito conhecido. Eu sou mais uma das meninas que sofreram com o cabelo diferente na infância e hoje é uma mulher que ama seus cachos. A nossa luta é para quebrar paradigmas e esse tipo de texto é fundamental nessa caminhada. Juntas pelo leãozinho de cada dia que fica sobre nossas cabeças.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Oi!! Seus desenhos são lindos. me li na sua escrita de fato não temos referências de como lidar com o nosso cabelo.
    Que parece que é um ser independente. Pelo menos o meu é assim cada vez fica de uma forma diferente e estou aprendendo a lidar com isso.
    É muito bom perceber que de fatos estamos engatinhando.
    Quando vi seus desenhos achei um máximo. Nunca me senti retratada como devia. Cade personagens em desenhos com cachos. Cachos tão nossos tão autêntico.

    Curtido por 1 pessoa

  4. Kkkk
    Tô em viajando e em Itajaí passei por um lugar que todo mundo estava olhando pra nossa família
    Daí me sentindo um ET comentei com meu marido
    Nossa, será que todo mundo sabe que não somos daqui, olha, repara, onde a gente passa olham pra gente, olha, tá todo mundo olhando ora gente
    Daí meu marido responde – Também olha teu cabelo
    Kkkk to no sul Santa Catarina todas com cabelo lisinho eu era um ET
    Deviam estar pensando de o de veio isso
    Lkkkkkkkk

    Curtido por 1 pessoa

  5. Essa é a primeira vez que leio seu blog e gostei muito. Quando eu era pequena minha avó coitada, não sabia oque fazer com meu cabelo pois sempre foi muito grande e cheio e todo dia era o mesmo sofrimento pra pentear meu cabelo SECO isso quando ele não era escovado. Agora beirando aos 15 anos eu uso meu cabelo solto, mas ele não parece estar 100%, ainda estou tentando descobrir oque fazer com ele kkkk. Ótimo post bjs.

    Curtido por 1 pessoa

    • Essa infância de cabelo escovado é um sofrimento 😦 Ah, você é novinha! Ainda tá no estágio de reconhecimento heheh Aproveita que você é adolescente na época do youtube e procura canais de meninas de cabelo cacheado, elas dão várias dicas, é super útil 🙂

      Curtir

  6. Já cansei de ouvir familiares e amigos pedindo pra que eu alise meu cabelo e até já tentei. Mas sou preguiçosa e cansei de tentar me adaptar. Agora meus cachinhos são livres leves, soltos e embaraçados. kkk Adorei seu post e estou seguindo seu blog. ❤

    Curtido por 1 pessoa

  7. Oi, Luiza! Acabei de descobrir seu site pesquisando sobre aquarela e me identifiquei com isso aí. Também tenho cabelo cacheado e já passei uns bons anos da minha adolescência de cabelo liso. Felizmente consegui assumir o cabelo natural já há alguns anos tb… apesar do trabalho, sinto que eu sou mais eu assim. 🙂 Acho que as pessoas falarem sobre isso é muito importante sim! Que legal ver pessoas fazendo isso!!! Também tenho um blog no qual mostro minhas experiências, te convido pra me visitar.

    Curtido por 1 pessoa

  8. ahhh, achei teu blog agora! me apaixonei pelo teu desenho! *_* pode ter certeza de que agora vou visitá-lo sempre! xD e concordo plenamente, machuca mesmo T_T já faz anos que não penteio os meus (que não chegam a ser cacheados, mas são bem ondulados, e finos). Na verdade, já ouvi dizer que isso é uma boa prática para qualquer tipo de cabelo. O ideal é pentear apenas quando sai do banho, depois de lavá-los, e pronto. Pois o ato de pentear estimula o couro cabeludo a produzir oleosidade. Só para quem tem os cabelos ressecados na raiz mesmo… Como os meus são oleosos, eu não penteio mais nem depois que acordo! Só passo a mão nele, e pronto. Ele fica bem ajeitadinho. 🙂 enfim, adorei os post, amei os teus desenhos! *_*
    bjss :*********

    Riscos e Rabiscos

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s