Passo a passo – “Tropical”

IMG_0954

Já faz um tempinho que não publico um Passo a Passo. Desta vez vou mostrar como fiz a pintura “Tropical”, que agora já está como estampa de camiseta no meu site! http://www.luizanormey.com.br

Bom, eu criei essa ilustração já faz uns 2 meses ou mais, e eu nem lembrava como tinha sido o processo exatamente. Por sorte tirei fotos e me surpreendi que usei umas técnicas diferentes nessa criação! Então vamos lá 😀

Parte 1 – O desenho.

Eu já estava com a ideia na cabeça de fazer uma menina cacheada com plantas tropicais no cabelo, e como fazia tempo que eu não desenhava esse tipo de vegetação, fui procurar referências no google imagens, pinterest, etc. O diferencial neste desenho é que resolvi testar usar lápis de cor para substituir o clássico grafite. Cada elemento foi desenhado com uma cor específica, o rosto com lápis marrom, as folhas escuras com lápis verde escuro, as flores laranjas com lápis laranja, e assim por diante. Usei essa técnica para evitar que o lápis grafite apareça na pintura, que é algo comum acontecer, e me incomoda um pouco. As desvantagens de fazer dessa forma com lápis de cor, é que fica muito mais difícil de apagar se você errar, e dá um trabalho extra ficar trocando de lápis a cada elemento com cor diferente.

Materiais utilizados:

  • Caixa de lápis de cor aquarelável da Faber-Castell de 36 cores
  • Folha do bloco da Canson Aquarela 300g/m², tamanho A4

IMG_9930

Parte 2 – A pintura.

Materiais utilizados:

  • Pincéis pelo de marta
  • Pincel com reservatório da Pilot Japan
  • Aquarela de pastilha da Winsor & Newton Cotman Water Colour
  • Aquarela de bisnaga da Winsor & Newton Cotman Water Colour
  • Lápis de cor aquarelável da Faber-Castell de 36 cores
  • Caneta branca 1M da Posca
  • Caneta amarela 5M da Posta

IMG_9937

Com aquarela fui pintando a base de todos os elementos (rosto, folhas, flores), com cores não muito saturadas, para depois ir acrescentando sombras e detalhes.

IMG_9943

Ah, um agradecimento especial a Jujuy, que estava me dando força moral e enviando energias positivas aos meus materiais de pintura 😀

IMG_9959

Com o pincel-reservatório pintei todo o cabelo de preto e os olhos.

IMG_9961

Depois de preencher quase toda a base da pintura, comecei a acrescentar sombras e cores mais fortes na folhagem, e esperei a tinta secar. Depois de tudo seco, usei lápis de cor para desenhar linhas nas folhas e flores, representando os nervos e texturas das plantas.

IMG_9972

Também acrescentei sombra no rosto com aquarela, e uma tentativa (que falhou, haha) em pintar um rosadinho nas bochechas. Depois disso senti falta de mais vegetação em volta do cabelo, então acrescentei umas folhinhas perdidas nas bordas.

IMG_9974

Todos os detalhes que seguem até a finalização da pintura eu não cheguei a tirar fotos 😦 Isso porque começou a ficar de noite e o flash da minha câmera deixa tudo terrível. Então vou tentar explicar o melhor que der sobre os próximos passos.

No cabelo pintei linhas cacheadas com aquarela preta bem saturada, e no rosto reforcei os contornos com um tom de pele mais escuro e alanjado que foi a mesma cor usada na boca. Acrescentei sardas para disfarçar o blush mal sucedido, hahah. Os olhos e sobrancelhas eu pintei apenas com aquarela. As folhinhas em volta do cabelo fiz o mesmo processo de antes, pintei as sombras com tinta e as linhas com lápis de cor. Por fim, senti que faltava alguma coisa e resolvi testar pela primeira vez as canetas Posca que eu tinha ganho de aniversário ❤ Usei branco e amarelo para decorar a folhagem com linhas e pontos. Achei viciante! Quero fazer mais pinturas com essas canetas, recomendo!

IMG_9983

E é isso! O desenho teve tanto sucesso que virou camiseta 🙂

IMG_0889

Espero que tenham gostado!

Té té.

 

Anúncios

2 comentários sobre “Passo a passo – “Tropical”

  1. Lindíssima, Luiza! Me apaixonei por ela! *__* E legal ver que você ilustra em cima do bloco de papel mesmo. Eu sempre destaco a folha, mas não sei por que! haha Também quero testar ainda desenhar sem o grafite, só usando o lápis de cor. Pq mesmo que se erre bastante, imagino que não fique tão visível com a tinta por cima, quanto fica com o grafite, né? Enfim, amei o post e a ilustração! Linda mesmo *_*

    Curtido por 1 pessoa

    • Oi Bia! Brigada 🙂 E olha, eu não destaquei a folha por preguiça mesmo, mas acho que é mais seguro separar! Porque se você pinta em cima do bloco, pode acabar manchando as folhas de baixo (no caso de pinturas com fundo e tal). E o lance do lápis de cor realmente funciona bem na hora de “desaparecer” se você pintar com aquarela por cima. Vale a pena testar! Beijão

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s