Inspirações – Simplicidade.

Olá, o post de hoje será sobre algo que prometi quando inaugurei o blog e nunca fiz: falar sobre minhas inspirações! Quem sabe esses artistas inspiram vocês também 🙂

Tenho milhares de pessoas para citar, mas hoje começarei com aqueles que admiro imensamente a habilidade de desenhar com simplicidade. Poucas linhas, poucas cores, sem extras, firulas, sombras e ornamentos, são imagens que com pouco falam muito. Para mim fazer arte assim ainda é um desafio. E aqui falarei um pouco sobre duas artistas brasileiras que na minha opinião possuem esse estilo e o executam muito bem!

Manzanna.

Conheci o trabalho da Anna Mancini ano passado através dessa tirinha postada na página de facebook da Batata Frita Murcha:

10644976_286071464910268_1530305351393071181_n

Fiquei fascinada com o estilo gráfico e de narrativa da artista, e já fui procurar todos os meios onde ela posta seus trabalhos. Li em uma entrevista da Modefica que ela mora em Juiz de Fora – MG. Não fiquei surpresa, coincidentemente sempre adoro artistas mineiros! Fotógrafos, pintores, escritores, ô terrinha boa! (Mas nunca visitei 😦 ) E ela trabalha já a um tempo como ilustradora freelancer e publica quadrinhos pela página Quadrinhos Insones, além de zines que lança de forma independente.

Sua técnica principal é o nanquim, sendo a maioria das ilustrações em preto e branco. Dá para perceber que em suas imagens os contrastes são criados a partir de áreas pintadas de preto, as sombras são representadas com pontos e o resto do desenho é pura linha. No seu tumblr ela conta como finaliza suas artes, aqui.

tumblr_mtotvnQjnh1sp0kj1o1_500

De vez em quando ela usa aquarela, normalmente não mais que uma cor ou duas. Acho lindo demais ❤

aquarela

E ultimamente ando acompanhando mais o trabalho dela pelo instagram, onde posta ilustrações em andamento (que é a minha parte favorita de qualquer desenho), e experimentações com diferentes técnicas, como essa que foi pintada com canetinha:

tumblr_nsktyfPeyw1sp0kj1o1_500

Para ver mais do seu trabalho, sigam ela nas redes sociais:

Facebook: https://www.facebook.com/manzannna
Instagram: https://instagram.com/nnamanza/
Tumblr: http://manzannna.tumblr.com/

oh-oh, lelê.

Descobri esta artista acho que este ano pelo instagram, e me apaixonei de cara pela simplicidade de seus desenhos. A lelê é a Letícia Heger de Porto Alegre – RS. Até cheguei a encontrar uns lambes dela pela cidade quando fui lá. Pelo que vi até agora, sua técnica predominante é o nanquim, além dos trabalhos com colagem que ela também faz. O que eu mais gosto são as fotos que publica no instagram de partes do seu caderno com algum mini desenho, como estes:

simples

Quando eu era mais nova sempre me surpreendia com ilustrações mais elaboradas, realistas, cheias de cores, sombra, luz, etc. Hoje, esse estilo para mim passa despercebido, mas traços como os da oh-lelê, me apaixonam. Conseguir com apenas algumas linhas criar uma imagem tão encantadora, eu acho um grande desafio! E por isso admiro tanto quem faz esse tipo de trabalho.

Aqui uma palhinha da coleção de signos que ela postou no instagram (gêmeos – câncer – leão):

signos

A oh-lelê também tem loja, onde vende camisetas, cartazes, lambes, pratos, adesivos e outras coisas, e agora está oferecendo serviços de desenhar na sua parede!

coisas

E se não bastasse estar em tantas superfícies diferentes, até tatuagens as pessoas estão fazendo. Eu acho que super combina os desenhos dela com tattoo, e admito que fiquei com vontade de ter uma também ❤

6

Você pode encontrar a oh-lelê nas redes sociais:

Loja: http://www.loxinhadalele.com.br/
Facebook: https://www.facebook.com/ohohlele
Instagram: https://instagram.com/ohoh.lele/

——————

E é isso! Gostaram das indicações?
Vou tentar lembrar de fazer este tipo postagem com mais frequência 🙂

Até a próxima!