Matiza – Livro infantil

matiza 1

Eu com cara de 22 anos.

Hoje vou contar para vocês sobre o nascimento da Matiza. Foi planejado e de parto normal, mas deu um trabalhão, hahaha. Como não gosto muito de texto corrido, vou separar a história por capítulos.

A ideia.

Eu estava cursando Design Gráfico na UFSC e já estava na 6ª fase, desesperada com as dúvidas da vida profissional e sem ideia nenhuma para o TCC (trabalho de conclusão de curso). Foi graças às disciplinas de desenho do professor Clóvis que descobri minha paixão por livros infantis, e a ideia de seguir em frente com esse tema, me deixou mais animada em finalizar o curso. Porém, outra crise que eu estava passando era a típica crise artística, já tinha experimentado na infância várias técnicas de pintura, e na faculdade aprendi a desenhar no Photoshop e Illustrator, mas nenhuma dessas técnicas me agradava por completo. Foi então que conversando com o professor MC Coelho, que consegui empolga-lo a ministrar uma aula optativa de aquarela, e foi ali que descobri minha outra paixão. Decidi então que meu TCC seria um livro infantil feito em aquarela. E o tema? Lembrei do meu tempo de caloura, bem na 1ª fase onde tive uma disciplina sobre Teoria da Cor com a professora Berenice, e um assunto que me interessou bastante foi sobre Psicologia das Cores. E assim nasceu a ideia do livro, um livro infantil em aquarela sobre psicologia das cores!

caderninho_sala madonna

Primeira aquarelinha da Matiza (e a sala da casa da Madonna, haha)

A personagem.

Sem saber nada de roteiro e escrita fui inventando as personagens e como seria a história. Como presente para minha criança interior, decidi que a personagem principal seria igual que eu, haha. Tem uma justificativa séria nisso ai! Quando pequena, sempre que eu via desenhos animados, lia quadrinhos, nunca encontrava uma personagem com quem eu pudesse me identificar fisicamente. Não existiam meninas morenas de cabelo cacheado, no máximo algumas personagens negras, mas nenhuma como eu. Isso me frustrou durante a infância, então quando tive a oportunidade de criar meu próprio livro, não hesitei em tomar essa decisão.

A história.

O livro é sobre uma menina (Matiza) que se sente diferente de todo mundo e não consegue se encaixar em nenhum grupo. Usei as cores como uma metáfora dessa situação. Na escola perguntam qual é a cor favorita de cada aluno, e Matiza é a única que não consegue escolher. A história segue para uma situação de fantasia em que as próprias cores (o amarelo, o azul, etc) são pessoas e convidam a menina a conhecer seus Mundos, onde lá tudo funciona de acordo com a linguagem física/psicológica de cada cor.

azul 028

Construção do Mundo Azul

O nome.

Tem um livro muito bom que usei de referência no TCC que é A Psicologia das Cores da Eva Heller, nele tem uma tabela de nomes que significam cores em algumas culturas. Dessa lista fui escolhendo os nomes de cada personagem-cor e o nome da menina principal tinha que ser algo que significasse todas as cores. Foi então que escolhi a palavra Matiz, que é cor, acrescentei um “a” e virou Matiza :D. No fim gostei tanto desse nome que virou o título do livro.

bocetos0009

Estudos das vestimentas das personagens.

O dia do nascimento.

O livro da Matiza nasceu (ou foi batizado, haha) no dia 4 de Julho de 2012, no dia da minha apresentação do TCC. Levei só um livro impresso, porque ele saiu caro pra caramba. Quem se interessar pela parte teórica, aqui está o link da monografia em PDF:  Luiza Normey_tcc A5 final.

Filha sem pai.

Matiza é minha filha, mas ela nunca chegou a ter um pai (editora) para patrocinar sua multiplicação pelo Brasil afora. Para os que sempre perguntam sobre isso, aqui vou explicar. Ao terminar o livro falei com várias editoras, grandes e pequenas, as que me responderam, a clássica frase era: “seu livro é muito bom, mas não condiz com a nossa linha editorial”. Eu entendo, é muito arriscado apostar numa desconhecida, que tem um livro sobre psicologia das cores (neeerd), e na época mal tinha experiência profissional (tirando os estágios). E também teve uma editora pequena que aceitava produzir o livro se eu mudasse algumas (várias) coisas. Eram modificações sem sentido, então resolvi ficar com o livro só para mim. Também recusei colocar no Catarse porque na época não vi potencial para dar certo. Um ano depois, no dia 12 de Outubro de 2013 resolvi colocar o livro completo na internet aqui.

Luizanormey---CAPA_baixa_2

Final feliz.

O livro da Matiza não foi publicado, mas em 2014 ela ressuscitou numa página de facebook e desde então novos projetos estão aparecendo e estou muito feliz com o amadurecimento da minha filhinha 🙂 Hahah (já deve ter gente achando que eu realmente tenho um filho).

Bônus.

Vocês podem ver o livro completo no link que disponibilizei mais lá em cima, mas uma coisa que não foi possível transferir para a web foram as páginas especiais! Siiiimmm eu ostentei no TCC e inventei de fazer páginas triplas no livro, para simbolizar portas abrindo e revelando os Mundos que estavam atrás delas. Isso deixou o livro mais caro ainda, mas ficou bem legal, não me arrependo, hahaha. Aqui uma foto das páginas do Mundo Violeta:

foto1

Isso se repete em todos os 6 Mundos.

E é isso minha gente, tenho muito orgulho do meu primeiro grande projeto, claro que agora eu mudaria vááárias coisas, mas não vale a pena. Inclusive já aviso que não posso sair imprimindo meu livro por aí para cada pessoa que pede, por motivo de falta de tempo, ter que diagramar o livro todo de novo, etc etc. Mas se alguma editora se oferecer para fazer isso, tamos aê! Alias, descobri com esse livro que sou viciada em desenhar coisas em miniatura. Quem sabe eu começo as fazer uns “Onde está Matiza?” hahaha.

Deixo com vocês uns close dos Mundos 🙂

Té té!

Luizanormey---PAGINAS-ESPECIAIS-1_baixa-copy-2_2

Luizanormey---PAGINAS-ESPECIAIS-1_baixa-copy-2_1 Luizanormey---PAGINAS-ESPECIAIS-1_baixa-copy-2_1_2 Luizanormey---PAGINAS-ESPECIAIS-1_baixa-copy-2_3 Luizanormey---PAGINAS-ESPECIAIS-1_baixa-copy-2_4 Luizanormey---PAGINAS-ESPECIAIS-1_baixa-copy-2_5

**********